Como escolher a fita adesiva ideal para usar em cada embalagem?

Se você precisa empacotar qualquer produto ou encomenda, independente do tipo de embalagem que vai usar, uma coisa é certa: você vai precisar de uma fita adesiva para finalizar o fechamento.

Já pensou em qual tipo de fita vai usar? Priorizando segurança do produto e qualidade de vedação, não é qualquer uma que você pode usar quando for fechar uma caixa de papelão, por exemplo.

Vamos aos principais tipos de fitas adesivas e onde e como aplicá-las:

  • Fitas adesivas do tipo transparente:
    Aderem muito bem a vidros, sem deixar marcas. Se precisa fazer uma embalagem de vidro, essa é a escolha ideal. Ela também é uma ótima opção para se ter em casa para utilizar em conserto de vidros rachados, como vasos e potes ou montagem de caixas de armazenamento;
  • Fitas adesivas extra-fortes:
    Para embalagens de caixa de papelão, aquelas tradicionais que enviamos pelos Correios ou transportadora, o uso deve ser das fitas adesivas extra-fortes, de maior espessura e com adesivo especial que garanta maior aderência .
    Utilizadas para pacotes que precisam ser embalados de forma rígida mas que não há problema em desmanchar a caixa ao abrir para desembalar, pois a fita não irá soltar tão fácil assim;
  • Fitas adesivas extra-fortes com Impressão:
    Para embalagens de caixa de papelão, mas com um toque personalizado, divulgando o nome da sua empresa, marca ou orientando quanto a armazenamento, validade, código, produto promocional etc, é possível usar Fitas Adesivas Impressas. Garantia de inviolabilidade com destaque a sua marca !
    Não são encontradas em qualquer papelaria e tem um custo maior de compra, portanto tem que ter seu uso muito bem avaliado para não encarecer sua embalagem.

Não importa qual fita adesiva vai usar, quer um produto de qualidade e que vai te trazer tranquilidade na hora de fazer uma embalagem segura? Você tem que procurar as fitas da Manuli Fitasa, disponíveis nas melhores lojas do setor.

By | 2018-09-13T17:19:05+00:00 6 de março de 2016|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment